Bem Vindo

Presidente da Câmara visitou freguesia do Raminho

No seguimento da ronda de visitas às freguesias do Concelho, o Presidente da Câmara Municipal de Angra do Heroísmo visitou no passado dia 14 de Julho a Freguesia do Raminho. Na visita, o edil foi acompanhado pelo Vice-Presidente José Gaspar e Vereador Guido Teles. Estas visitas resultam do trabalho que tem vindo a ser desenvolvido pela Autarquia, cumprindo o comprometimento do Executivo relativamente ao seu programa eleitoral, tendo como objetivo, identificar os projetos, iniciativas e necessidades atuais e futuras da freguesia do concelho, no que concerne ao seu processo de desenvolvimento.

Depois de uma sessão de boas-vindas, o Presidente e comitiva reuniu com os membros da junta. Como sempre, o objectivo desta junta é que não haja tratamento diferenciado entre juntas, considerando que existe casos em que alguns são tratados como "filhos” e outros como “enteados", por isso, esta junta de freguesia sempre se debateu e continuará a debater-se por um desenvolvimento coeso entre a freguesia e a câmara. Foram abordados e discutidos vários problemas relacionados com a freguesia, tal como, o encaminhamento das águas pluviais, iluminação publica, delegação de competências, asfaltagens diversas, problemas relacionados com a escola, falta de apoio às festas às freguesias mais pequenas, obras em curso e as obras a realizar nos proximos meses.

De seguida foram visitadas várias zonas da freguesia, mais concretamente as obras concretizadas ou que se encontram em curso.

No ponto de vista da Junta de Freguesia, estas visitas ajudam a manter relações de proximidade entre câmara, junta e população, articulam-se intervenções com a câmara, e transmitem-se ao Presidente da Câmara o que é urgente intervir, contribuindo para uma ação presente e mais eficaz por parte da Câmara Municipal. 

Esperamos fazer obra com Câmara Municipal, manter uma relação privilegiada e colocar em prática os projectos que consideramos importantes, reforçar as transferências correntes para autonomizar o exercício da freguesia para continuar a dotar a freguesia de uma boa qualidade de vida, tendo sempre em vista o aumento da melhoria dos padrões de qualidade dos serviços e da salubridade pública.

HBL    15 de julho de 2014

Ver mais fotos em Galeria

 


 

 

Diário Insular noticía PROCISSÃO DOS ABALOS de hoje.

População do Raminho
não esquece a força dos abalos


PROCISSÃO DOS ABALOS Povo continua a cumprir uma promessa com mais de 100 anos
Não há sono ou cansaço que derrube a fé de um povo. No Raminho, a procissão dos abalos volta a sair à rua, hoje, às 6h30.
A população do Raminho não esquece a força dos abalos e todos os anos cumpre uma promessa com mais de um século. Hoje, às 6h30, velhos e novos voltam à rua para rezar e pedir a Deus para que a terra não volte a tremer por estes lados.
Antes que mais um dia de trabalho comece ou que se inicie o tão aguardado descanso de fim de semana, há tempo para caminhar. E ainda são cerca de seis os quilómetros percorridos entre a Igreja e a Ponta do Raminho e de novo à Igreja.
Quem mora entre o percurso vai-se juntando à procissão à medida que ela passa. Afinal de contas, esta não é uma procissão como as outras. Não há roupas de domingo, nem muitos andores, só o Senhor dos Passos, duas coroas e duas bandeiras do Espírito Santo.
Este ano, o dia 31 de maio calhou num sábado, mas mesmo que fosse num dia de semana, a população manteria viva a tradição. Logo de manhã ou ao final do dia, a "procissão dos abalos" sai sempre à rua.
Álamo Oliveira, escritor natural do Raminho, conhece bem o percurso. Fá-lo a pé, desde que se lembra de andar e garante que a procissão ainda está "muito viva" na freguesia.
"As pessoas ainda vão bastante a esta procissão e independentemente de ser, este ano, às 06:30 da manhã, é num sábado, e por conseguinte penso que vai haver um número interessante de pessoas nessa mesma procissão", frisou.
A "procissão dos abalos" nasceu da aflição das pessoas perante uma crise sísmica, despoletada pelo rebentar de um vulcão submarino ao largo da Serreta, que também mantém a tradição, mas um dia antes.
Álamo Oliveira recorda, como a mãe lhe costumava contar, que estava previsto que as duas procissões se encontrassem no mesmo local, mas um sismo não permitiu que se abrissem as portas da igreja do Raminho naquele dia.
Sem filarmónica, as pessoas cantam repetidamente uma avé-maria e uma santa-maria e no regresso repetem oito vezes um cântico, invocando Deus pai, Deus filho, o Espírito Santo e a Virgem Maria, à semelhança do que aconteceu na primeira procissão. "Eles já vinham para trás, o padre já tinha feito a sua oração juntamente com os fiéis, mas os sismos continuavam e então de cada vez que fazia um mais forte, eles paravam ajoelhavam e cantavam", explicou Álamo Oliveira.

Junta de freguesia do Raminho, 31 de Maio de 2014

********************************************************

 

Visite-nos também no Facebook em:  https://www.facebook.com/freguesiado.raminho

********************************************************

 

Veja aqui fotos do Bailinho do Raminho e da Escola Integrada dos Biscoitos

 www.raminho.org/galeria/

mais noticias em: http://www.raminho.org/noticias/

 

********************************************************

Consultar EDITAIS da Câmara Municipal de Angra do Heroísmo: http://www.raminho.org/freguesia/index.php?idItemMenu=104&zonaItemMenu=0

********************************************************

Em breve: Nova lista telefónica do Raminho

********************************************************

Ver fotos das atividades desenvolvidas pela Junta de Freguesia durante o Mandato 2010 - 2013 em: http://www.raminho.org/freguesia/index.php?idItemMenu=104&zonaItemMenu=0

http://www.raminho.org/fotos/freguesia/01378941033.pdf

*********************************************************

Blog da Paróquia do Raminho

http://paroquiadoraminho.blogspot.pt/

*********************************************************

Site da Junta de Freguesia do Raminho " Uma Janela aberta para o Mundo"

 

Nº de visitas:
Copyright ® Via Oceânica 2008 - Todos os direitos reservados.